Nova loja online de CDs e LPs de música brasileira e importados de jazz.

Lançado em 1990, Aqui tá ficando bom! (1990), de Dominguinhos, foi marcado pela morte de Luiz Gonzaga, ocorrida no ano anterior. Na abertura, a marchinha junina “Todo ano” (parceria com Nando Cordel). Dominguinhos comenta, “Este ano só tá faltando Luiz Gonzaga. Se incomode não seu Luiz, que a gente vai escapando por aqui”. Uma das faixas é dedicada a Seu Luiz, "Gonzaga coração" de Iranildo Medeiros, Juarez Santiago e Zé Sanfoneiro. Um dos grandes discos de Dominguinhos, que esbanja talento na sanfona, na variedade de ritmos. Mais do que ecletismo, é um prova de exuberância. De Alcymar Monteiro e Francisco Carin, o xote cheio de dengo, "Ilusão", daqueles pra se dançar fungando, com todo o respeito, no cangote da dama. Neste repertório, cabe até um choro sofisticado para Luiz Gonzaga, “Chorinho pra ele” (Hermeto Pascoal). Uma interpretação em que Dominguinhos ratifica que, como sanfoneiro ele está pro que der e vier. Aliás este é um disco que vai muito além da reducionista classificação de “forró”. “Fuga pro Nordeste” é meio arrasta-pé, meio “Apanhei-te cavaquinho”, de Ernesto Nazareth, com mudanças súbitas no andamento e dissonâncias. Em “Vários caminhos”, Dominguinhos inaugura parceria com a filha, (hoje cantora Liv Moraes), e em participação da então mulher Guadalupe. Com Nando Cordel ele lança mais um clássico, “Não faz assim”. (Do release de divulgação)

Formato: CD
Lançamento: 2013
Selo: Warner Music Brasil
Cód. barras: 0825646449040

Músicas:
1- Todo Ano
2- Ilusão
3- Gonzaga Coração
4- Chorinho Pra Ele (instrumental)
5- Ingratidão
6- Não Faz Assim
7- Pra Lá de Bom
8- Retrato Redondinho
9- Vários Caminhos (participação de Guadalupe)
10- Fuga Pro Nordeste (instrumental)
11- Um Aperto de Mão
12- A Verdade Dói

Dominguinhos - Aqui Tá Ficando Bom!

R$26,00
Esgotado
Dominguinhos - Aqui Tá Ficando Bom! R$26,00

Lançado em 1990, Aqui tá ficando bom! (1990), de Dominguinhos, foi marcado pela morte de Luiz Gonzaga, ocorrida no ano anterior. Na abertura, a marchinha junina “Todo ano” (parceria com Nando Cordel). Dominguinhos comenta, “Este ano só tá faltando Luiz Gonzaga. Se incomode não seu Luiz, que a gente vai escapando por aqui”. Uma das faixas é dedicada a Seu Luiz, "Gonzaga coração" de Iranildo Medeiros, Juarez Santiago e Zé Sanfoneiro. Um dos grandes discos de Dominguinhos, que esbanja talento na sanfona, na variedade de ritmos. Mais do que ecletismo, é um prova de exuberância. De Alcymar Monteiro e Francisco Carin, o xote cheio de dengo, "Ilusão", daqueles pra se dançar fungando, com todo o respeito, no cangote da dama. Neste repertório, cabe até um choro sofisticado para Luiz Gonzaga, “Chorinho pra ele” (Hermeto Pascoal). Uma interpretação em que Dominguinhos ratifica que, como sanfoneiro ele está pro que der e vier. Aliás este é um disco que vai muito além da reducionista classificação de “forró”. “Fuga pro Nordeste” é meio arrasta-pé, meio “Apanhei-te cavaquinho”, de Ernesto Nazareth, com mudanças súbitas no andamento e dissonâncias. Em “Vários caminhos”, Dominguinhos inaugura parceria com a filha, (hoje cantora Liv Moraes), e em participação da então mulher Guadalupe. Com Nando Cordel ele lança mais um clássico, “Não faz assim”. (Do release de divulgação)

Formato: CD
Lançamento: 2013
Selo: Warner Music Brasil
Cód. barras: 0825646449040

Músicas:
1- Todo Ano
2- Ilusão
3- Gonzaga Coração
4- Chorinho Pra Ele (instrumental)
5- Ingratidão
6- Não Faz Assim
7- Pra Lá de Bom
8- Retrato Redondinho
9- Vários Caminhos (participação de Guadalupe)
10- Fuga Pro Nordeste (instrumental)
11- Um Aperto de Mão
12- A Verdade Dói