Nova loja online de CDs e LPs de música brasileira e importados de jazz.

Um dos melhores discos brasileiros de todos os tempos, Elis & Tom surgiu como um presente da Philips (Universal Music) em comemoração aos dez anos de contratação da cantora. A união dos titãs se mostraria benéfica para ambos, ela desejando ser prestigiada, após cantar inadvertidamente num evento do Exército em plena ditadura militar, e ele, há alguns anos morando no exterior, vendo na associação a ela um meio de ampliar seu público em solo brasileiro e marcar definitivamente seu nome como compositor da chamada MPB. A princípio, as gravações, ocorridas entre fevereiro e março de 1974, em Los Angeles, EUA, não foram muito harmoniosas, já que Elis encontrou um Tom arredio com a ideia ter suas composições arranjadas no piano elétrico de César Camargo Mariano, então marido da cantora. Tom ainda tentou arregimentar os maestros Claus Orgeman e Davi Grusin para o projeto, mas eles não estavam disponíveis. César foi o arranjador de treze das quatorze faixas, enquanto Tom Jobim assinou o arranjo de ‘Modinha’. O irretocável repertório, composto de clássicos, ganhou o acompanhamento dos grandes músicos Hélio Delmiro (guitarra), Luizão Maia (baixo), Oscar Castro Neves (violão), Paulo Braga (bateria) além do próprio Tom (piano e violão) e César Camargo Mariano (pianos elétrico e acústico). O maestro Bill Hitchcock regeu uma orquestra de cordas em cinco faixas. O clima desanuviou quando Elis soltou sua voz. “Foram momentos vividos por duas pessoas muito tensas, que só conseguem se descontrair através da música”, revela a cantora no texto da contracapa. Essa descontração é confirmada logo na primeira faixa, ‘Águas de março’, um dos duetos mais famosos da música brasileira. Contrapondo faixas de acento bossanovístico, como ‘Triste’, ‘Brigas nunca mais’ e a irresistível ‘Só tinha de ser com você’, a outras mais dramáticas, como ‘Pois é’, ‘O que tinha de ser’ e ‘Soneto de separação’, ‘Elis & Tom’ agradou crítica e público, sendo cultuado até os dias atuais. (Do release da gravadora).

Formato: LP Vinil
Relançamento: 2019
Selo: Universal Music / Polysom
Cód. barras: 602577153228

Músicas:
Lado A 
1- Águas De Março
2- Pois É 
3- Só Tinha De Ser Com Você 
4- Modinha 
5- Triste 
6- Corcovado 
7- O Que Tinha De Ser 
Lado B
1- Retrato Em Branco E Preto 
2- Brigas, Nunca Mais 
3- Por Toda Minha Vida 
4- Fotografia 
5- Soneto De Separação 
6- Chovendo Na Roseira 
7- Inútil Paisagem

LP Elis Regina e Tom Jobim - Elis & Tom

R$189,00
Esgotado
LP Elis Regina e Tom Jobim - Elis & Tom R$189,00

Um dos melhores discos brasileiros de todos os tempos, Elis & Tom surgiu como um presente da Philips (Universal Music) em comemoração aos dez anos de contratação da cantora. A união dos titãs se mostraria benéfica para ambos, ela desejando ser prestigiada, após cantar inadvertidamente num evento do Exército em plena ditadura militar, e ele, há alguns anos morando no exterior, vendo na associação a ela um meio de ampliar seu público em solo brasileiro e marcar definitivamente seu nome como compositor da chamada MPB. A princípio, as gravações, ocorridas entre fevereiro e março de 1974, em Los Angeles, EUA, não foram muito harmoniosas, já que Elis encontrou um Tom arredio com a ideia ter suas composições arranjadas no piano elétrico de César Camargo Mariano, então marido da cantora. Tom ainda tentou arregimentar os maestros Claus Orgeman e Davi Grusin para o projeto, mas eles não estavam disponíveis. César foi o arranjador de treze das quatorze faixas, enquanto Tom Jobim assinou o arranjo de ‘Modinha’. O irretocável repertório, composto de clássicos, ganhou o acompanhamento dos grandes músicos Hélio Delmiro (guitarra), Luizão Maia (baixo), Oscar Castro Neves (violão), Paulo Braga (bateria) além do próprio Tom (piano e violão) e César Camargo Mariano (pianos elétrico e acústico). O maestro Bill Hitchcock regeu uma orquestra de cordas em cinco faixas. O clima desanuviou quando Elis soltou sua voz. “Foram momentos vividos por duas pessoas muito tensas, que só conseguem se descontrair através da música”, revela a cantora no texto da contracapa. Essa descontração é confirmada logo na primeira faixa, ‘Águas de março’, um dos duetos mais famosos da música brasileira. Contrapondo faixas de acento bossanovístico, como ‘Triste’, ‘Brigas nunca mais’ e a irresistível ‘Só tinha de ser com você’, a outras mais dramáticas, como ‘Pois é’, ‘O que tinha de ser’ e ‘Soneto de separação’, ‘Elis & Tom’ agradou crítica e público, sendo cultuado até os dias atuais. (Do release da gravadora).

Formato: LP Vinil
Relançamento: 2019
Selo: Universal Music / Polysom
Cód. barras: 602577153228

Músicas:
Lado A 
1- Águas De Março
2- Pois É 
3- Só Tinha De Ser Com Você 
4- Modinha 
5- Triste 
6- Corcovado 
7- O Que Tinha De Ser 
Lado B
1- Retrato Em Branco E Preto 
2- Brigas, Nunca Mais 
3- Por Toda Minha Vida 
4- Fotografia 
5- Soneto De Separação 
6- Chovendo Na Roseira 
7- Inútil Paisagem